quarta-feira, 27 de julho de 2011

PRÓLOGO


O que contém nessa obra
É fruto de muita imaginação
Ideia inteira ou a sobra
Dos cacos da ilusão.

Contém aqui algo real
Como belas borboletas
Lua sempre cheia e leal
A iluminar umas falsetas.

Poeta pintando poesia
Maquilando o verde olhar
Com o blanche sério da ironia
Sem as lágrimas lhe borrar.

Há papel, há tinta e há fogo
Muita mentira e alguma razão
Mudança na regra do jogo
E jogadores sem competição.

Àquele que não sabe e não viu
Fica desde já a advertência
Que o poeta de si fugiu
E agora é a sua consciência.

Ciente que então está
Parta à página futura
Viaje agora, desde já:
Boas lágrimas, boa leitura!

X.X.X

terça-feira, 26 de julho de 2011

POSSIBILIDADE QUÂNTICA



Porque é em mim está em tudo
Quando sou tudo e sempre mudo
Sem qualquer forma de percepção
Já que espaço e tempo são ilusão.

Sou o nada conquanto sou vazio
Arremesso elétrons e me esvazio
Flutuo no espaço, na possibilidade
De quem sabe ter sido de verdade.

Quantas vezes, então, eu serei
Para ser de fato o que eu sou?
Quantas ondas eu me surfarei

Em mim mesmo, ou eu mudarei?
O meu interior que agora ecoou
Em tudo, em mim, onde eu vou?


...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

SABIÁ-LARANJEIRA


Madrugada de piadeira
Falta faz nesse inverno
Noitada em que emberno
Lindo Sabiá-Laranjeira.

Ave símbolo dessa nação
Comum em toda cidade
A todos causa felicidade
Seus arranjos de paixão.

Pássaro belo de encanto
Grande e forte linda ave
Canta-nos seu pio suave
Anuncia calor ao recanto.

Um ano todo em espera
Pela estação das flores
Pelo canto dos amores:
O início da primavera.



------------

sexta-feira, 8 de julho de 2011

IPÊ-AMARELO II



Já transborda a alegria em mim
Ansioso tanto fico com as flores
Só em pensar no inverno e seu fim
No colorido encantador de amores.

Quase as sinto amarelas no galho
Secos galhos (todavia tão fecundos)
Fortes à geada, irrigados de orvalho
Genitores de sentimentos profundos.

Pela frente falta ainda um mês
Até que cesse essa onda de frio
Até que brote lindo o que se fez

Até que em mim preencha o vazio
E elas me toquem mais uma vez
Encham o peito, me deem arrepio.


Créditos da imagem:http://3.bp.blogspot.com/-Y3FqK0fG8qQ/Thc2LgsSZOI/AAAAAAAAANg/2lKvdoA-6wM/s1600/ipe+amarelo_G.jpg
------------------

terça-feira, 5 de julho de 2011

PROCURA-SE

Procura-se alguém que escreva
Sem necessidade de diploma em letras
Mas as letras, essas tem que conhecer
Com licenciatura para diplomá-las.

Procura-se alguém que rime
Que tenha uma memória de elefante
- podendo ser um elefante –
Desde que o repertório seja gigante.

Procura-se por um alguém que chore
Um Ser que tenha especial sensibilidade
Emocione-se vendo filme, ouvindo música
Ou esteja arrumando a gaveta de meias.

Procura-se, sabe-se lá Deus quem
Se homem ou mulher, gordo ou magro
Mas que, como eu, divague...
...mundo a fora procurando por beleza.

Um poeta, uma poetisa
Um sonhador sentimental,
uma contadora de sentimentos...


--------------